Haiti no Mês Literário da EJA

09/06/2017

Haiti no Mês Literário da EJA


Tocados pelo depoimento da ex-professora Maria Angélica das Neves sobre sua missão com as Irmãs Azuis no Haiti, os alunos do Módulo III da EJA produziram poemas sobre sua fala.

Confira alguns!




HAITI

Olhares desesperados,
Sonhos frustrados,
Vida isolada,
Felicidade abortada.

As lágrimas de dor,
O sofrimento, o temor,
Um filme de terror,
A ausência de amor.

Haiti terra sofrida.
Esperança adormecida,
Sem imaginação ou fantasia.
Despedida da alegria.

O coração em pranto,
O imenso espanto,
O choro constante,
O derramar do sangue.

Haiti, terra abalada,
Famílias separadas,
Angústia penetrada,
Em uma jornada sem nada.

Unidade e esperança,
Apesar das tristes lembranças,
Olhar para cima,
Acreditar em uma nova vida.

Haitianos em busca de paz,
O desejo de recomeçar o coração,
Uma nova chance para sorrir,
Um novo mundo a descobrir!

Haiti, Haiti...
Será possível ser feliz?
Nascidos dessa nação,
Segurados em suas mãos,
Esperando desse mundo
Uma nova visão.

Antonia Gonçalves de Brito

 




HAITI

Fiquei pensando na palestra
Que falava sobre o Haiti.
Onde tinha muita criança pobre
Até mesmo desnutrida,
Vivendo em extremo estado de pobreza,
Passando fome,
Sem ter o mínimo o que comer.

Pais de família desempregados,
Sem ter como sobreviver
Trocando o pouco de arroz por fruta,
O pouco que tinha.

Esgoto nas ruas
Sem o mínimo tratamento
Lixo em plena rua,
Jogado a céu aberto
Casas destruídas
Rua inteira caída ao chão.
Destruição por furacão
Ou até mesmo guerra.

Vivendo em extrema pobreza,
Chega a me dar tristeza,
Sem ter o que comer
Chega a me doer.

No meio de tanta falta de higiene
Esse povo sofre angústia e desespero.

Por causa dos furacões
Esse povo sofre muito
Sem ter a quem recorrer
Diante de tanta dificuldade
Como encarar a triste realidade.

No meio de tantas doenças
Falta muito medicamento
Reclamar pra quem?

Ainda há esperança
De um dia isso melhorar.

Guilherme Pereira de Carvalho

 




HAITI

Então diante de
Tanto sofrimento
Falta muito mais,
Muito medicamento.

Diante de tanta dificuldade
Que este povo vive
A que vem a solidariedade.

Tantas tristezas, tantas sujeiras.
Reclamar pra que? Pra quem?

Esse povo passa
Um grande desespero de destruição
Que chega a doer o coração.

Iranete dos Santos Miranda

 




HAITI

Tristeza, e sabe
Que tem gente triste
Quanto tempo vai
Ficar essa pobreza.

Falta tudo para eles.
Solidariedade uns com os outros.
Sujeira para todos os lados.

Dificuldade para estudar,
Para comer e trabalhar.

Saúde falta para toda gente
As crianças não tem com que brincar,
Com tanto lixo neste lugar.

Simone de Santana Santos

 




HAITI

Falta de comida.
Não tem moradia.
Não tem dignidade.

Não tem amigos.
O que se produz não tem valor.
Todos querem vender.

Quase não tem água, o pouco que tem é contaminado.
O solo é contaminado.
A sujeira toma conta de tudo.
Lixo por todos os lados.

Doenças causadas por falta de higiene.
Falta de moradia.
Não tem medicamentos.
Não tem pra onde ir.

Falta escola, há dificuldades para estudar.
Não se pode sair do país.
O ser humano não tem valor algum.
É tomado por tristeza, angústia, desespero.

A guerra no país, traz destruição, desespero.
O furacão destrói, parte do país.
A situação fica ainda pior.
Destrói as precárias moradias deles.

Há muitas mulheres grávidas.
Por falta de orientações.
Crianças desnutridas
Não tem alimentos para todos.

Há mais pessoas vendendo o pouco que produzem.
E poucas as que compram.
Por isso há trocas de mercadorias.
Não tem empregos.
Quanto tem, ganham muito pouco.

Vem ajuda dos outros países.
Mas são mal administradas.
Não chega aos mais pobres.
É tudo muito triste de se ver.

Tereza Castanho da Silva


 

RELACIONADAS

Uma mala com itens misteriosos recria as aventuras de Júlio Verne na EJA....

Os alunos da EJA fazem uma caça ao tesouro no mundo da literatura!...

O Módulo IV da EJA curte histórias de terror no Mês Literário....

Dias 13 e 14 de março ficaram marcados no calendário de nossa frágil humanidade porque nossos olhos e nossos ouvidos se voltaram para o povo...

X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok