Para onde vai a Educação? XXI Simpósio de Educação da Rede Azul

27/02/2018

Para onde vai a Educação? XXI Simpósio de Educação da Rede Azul
 
 
No dia 24 de fevereiro, o Colégio Emilie sediou o XXI Simpósio de Educação da Rede Azul, que trouxe como tema a inquietante pergunta: Para onde vai a Educação? São tantas as mudanças socioculturais geradas pelo vasto avanço tecnológico que passam por todas as esferas das relações humanas e, portanto, interferem de forma veemente em como as crianças e jovens desta geração (e das futuras) aprendem.  Para tratar do tema e provocar reflexões, três palestrantes expuseram, em suas falas, suas experiências e trouxeram luz a algumas dúvidas.
O Prof. Dr. Dado Schneider apontou as diferenças de mentalidade que marcam os conflitos entre gerações: suas formas de agir, enfrentar problemas e de aprender são diferentes. Ressaltou que não estamos atravessando um momento de mudanças, mas a mudança é a nossa era! Indicou que os adultos adaptem-se a essa nova realidade, procurando conhece-la e agrega-la à sua bagagem de vida a fim de criar um canal de diálogo com os jovens e ter meios para orientá-los em sua caminhada. Nesse sentido, a escola assume novas características que abarcam as necessidades de uma era tão diversa, dinâmica e veloz.
O Prof. Dr. Cassiano Zeferino iniciou seu discurso com dados que indicam que a dobra geracional, que antes acontecia a cada 25 anos, passou a ser a cada 10 anos, desde 2000. Esses saltos de geração são influenciados pelo momento histórico, pelas formas de comunicação, entre outras coisas. O desafio que essa mudança impõe é o de entende-la e reposicionar-se perante o meio social via conhecimento. Para ele, uma visão teórica, bem estruturada e detalhada permite um panorama articulado capaz de conectar pontos aparentemente díspares na resolução de um problema. Para tanto, a Educação também passa por inovações com conceitos e práticas tais quais a sala de aula invertida, metodologias ativas e blended learning, que ampliam a busca autônoma por conteúdos que se conectem à realidade.
O Prof. Dr. José Moran apresentou o hibridismo, um conceito complexo de integração entre espaços, tempo, modo, pessoas no movimento de transformação que marca o século XXI. Na Educação, trata-se da mistura dos espaços formal e informal, físico e online, visto que os conteúdos e materiais estão disponíveis além da sala de aula, ou seja, o aluno tem a possiblidade de ir atrás de conhecimentos que serão aprimorados pelo professor, desse modo, o processo de aprendizagem fica mais personalizado.
Durante o dia, também houve a apresentação de comunicações orais e pôsteres de trabalhos de sucesso realizados por professores da Rede Azul que partilharam com os presentes suas ideias e experiências.
Foi um dia de muito aprendizado e de muitas reflexões! Um evento de sucesso.

RELACIONADAS

Nenhuma notícia relacionada
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok