Por Marielle

16/03/2018

Por Marielle
 
Marielle, seu nome hoje é dor, mas até um minuto antes de calarem sua voz com sangue, seu nome era luta.
A dor que já carregávamos – silenciosos e silenciados – porque aturdidos pelo avanço do crime que vem mascarado, porque descrentes da Justiça que vem lenta, errante e tão cega, porque amedrontados pelo tiro que vem certeiro... essa dor, Marielle, nestes dias, só fez crescer.
Todavia, quando a dor é grande, a gente grita. Você gritou antes. Por si e por aqueles de quem não sabemos o nome, não vimos o rosto, mas de quem você conhecia a história. A história mil vezes repetida dos sem direito, dos não respeitados, dos esquecidos.
Os tiros que mataram seu corpo ricochetearam pelo mundo afora, pelos corações adentro e nos colocaram em luto e reacenderam a luta.
Nós, aqui no Emilie, encaramos a luta.
Não nos deixe descansar em paz...

RELACIONADAS

Nenhuma notícia relacionada
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok